Apoio Basquetebol Seniores

Inaceinox, SA.
Apoios Homepage

Campeonato Nacional de Xadrez - Equipas

Quarta-feira, 1 Agosto, 2012

XADREZ
ACR VALE DE CAMBRA/OSCACER 3ª LUGAR NO CAMPEONATO NACIONAL DA 1ª DIVISÃO
Realizou-se entre 21 e 29 de Julho, no Hotel Axis em Matosinhos, o Campeonato Nacional da 1º Divisão em Xadrez, contando com a presença das 10 melhores equipas nacionais.
Partiam como favoritas as equipas da AX Gaia, anterior campeã nacional, a A. Académica de Coimbra, o CPND Albufeira e a ACR Vale de Cambra/OSCACER, atual detentora da Taça de Portugal, exatamente as primeiras quatro classificadas do ano anterior.
A ACR de Vale de Cambra/Oscacer, a equipa mais forte quando se fala a nível de jogadores portugueses, iria encontrar-se com estas 3 equipas que, normalmente para o Campeonato Nacional, se reforçam com grande número de Grandes Mestres estrangeiros.
Tornava-se assim muito difícil, como em anos anteriores, a ACR de Vale de Cambra ganhar esta prova pois, após a entrada desses reforços estrangeiros, que em algumas equipas são 100% dos jogadores, o confronto com a ACR é desigual e ainda mais desigual se torna, se comparado com algumas das outras equipas.
E, se a conquista do título já era difícil em anos anteriores, o problema agravou-se este ano pois novamente isso aconteceu e, desta vez com contornos ligeiramente diferentes, mas mais difíceis, para a equipa de Vale de Cambra. A Académica de Coimbra, apresentou uma equipa só com jogadores estrangeiros, liderada pelo GM canadiano Kevin Spragget, tendo para os outros três tabuleiros, outros tantos Mestres Internacionais polacos e um MI espanhol, o CPND Albufeira voltou a apresentar, em todos os seus tabuleiros, os mesmos Grandes Mestres e mestres alemães e holandeses do ano anterior e o GX de Gaia para além do GMestre russo Olev Korneev, do eslovaco Lubomir Ftacnic e o MI espanhol, Manuel Peña, foi buscar, para jogar unicamente a primeira jornada contra a ACR de Vale de Cambra, o Grande Mestre Ivan Salgado, o tabuleiro número um da seleção espanhola às olimpíadas e um dos já grandes nomes do xadrez mundial. Assim, a ACR de Vale de Cambra/Oscacer defrontou, logo na primeira jornada, a AX Gaia uma equipa que tinha no seu primeiro tabuleiro o único jogador do Campeonato com mais de 2600 pontos Elo e um segundo e terceiro tabuleiros com mais de 2500 pontos, sendo que Luís Galego, o segundo tabuleiro da ACR e o melhor jogador português tem 2495 pontos Elo.
Para além destas equipas, apresentavam-se ainda mais duas, com algumas possibilidades para a conquista do troféu – a ARDC Mata de Benfica, finalista derrotada por 4 – 0 na Taça de Portugal pela ACR de Vale de Cambra, mas reforçada com o GM norueguês Leif Johannessen e
com o Mestre Internacional português Paulo Dias e o grupo da casa, o matosinhense GD Dias Ferreira, reforçado com o GM cubano Arian Gonzalez Perez e o MI espanhol Rubio Mejia.
Foi com esta fortíssima concorrência, entre estas 6 equipas, que se iniciou a competição. Ao longo das 9 jornadas, foram elas ocupando diferentes posições mas, na verdade, o Campeonato terminou com elas a ocuparem os 6 primeiros lugares e as outras 4, FC Barreirense (com 2 Mestres ucranianos), Clube TAP (Lisboa) (com 2 Mestres espanhois), CX Montemor-o-Velho (com 2 Mestres espanhóis) e Santantoniense FC (Setúbal) (única equipa só com portugueses) a lutarem entre si para evitar a despromoção que abrangeria três delas.
Como já referimos, o Campeonato começou com a ACR de Vale de Cambra/Oscacer a defrontar logo na 1ª jornada, o campeão da época passada, a AX Gaia, que se apresentou na sua máxima força. No primeiro tabuleiro o GM Ivan Salgado, derrotou Aleksa Strikovic, enquanto Luís Galego conseguiu resistir ao russo Oleg Korneev impondo-lhe um empate. Após a vitória de Mauricio Vassallo, da ACR de Vale de Cambra, no último tabuleiro, o jogo já com 5 horas decorridas iria decidir-se no confronto entre Diogo Fernando da ACR e Lubomir Ftacnik, o GM eslovaco da AX Gaia. Ao fim de quase 5 horas e meia de jogo, e já em apuros de tempo, um ligeiro deslise de Diogo Fernando, permitiu a vitória do gaiense e a vitória da AX Gaia por um difícil 2 ½ - 1 ½.
Após esta vitória da AX Gaia sobre a ACR, o clube gaiense dispensou o seu primeiro tabuleiro, que regressou a Espanha, tornando-se numa equipa semelhante às outras mais fortes, mas já com uma vitória sobre a equipa que mais temia – a ACR Vale de Cambra. Por isso, e a partir daí, com alguns empates cedidos pelas equipas nos encontros entre si, a equipa da Mata de Benfica que jogou os primeiros jogos com as equipas mais frágeis, passou a liderar a prova até à sexta jornada, tendo inclusivamente ganho alguma vantagem pontual. Ao defrontar nas penúltimas jornadas primeiro o Gaia e depois a Académica baixou para 3º lugar e ao perder o último jogo com a ACR baixou para 5º lugar por troca com a ACR de Vale de Cambra que na última jornada ultrapassou não só esta equipa mas ainda a equipa anfitriã, o GD Dias Ferreira.
A Académica de Coimbra que passou a liderar, na sexta jornada, quando o Mata de Benfica perdeu com o Albufeira, encontrou-se no último jogo com a AX Gaia, que se encontrava apenas um ponto atras de si, mas a jogar desde a 1ª jornada sem o GM Ivan Salgado e já com 3 empates consentidos.
Era pois decisivo este encontro para ditar o Campeão Nacional. Korneev e Ftacnik do Gaia derrotaram respetivamente o canadiano Spragget e o polaco Michal Luch mas, os outros dois Mestres polacos da Académica venceram os seus adversários, conseguindo assim um empate a 2 para a equipa o que lhes deu o triunfo no Campeonato, destronando precisamente o campeão do ano anterior.
A ACR de Vale de Cambra/Oscacer, beneficiando dos empates dos adversários, da última jornada, ascendeu ao terceiro lugar ganhando mais um ponto aos dois primeiros.
Ao longo das 9 jornadas a ACR Vale de Cambra fez alinhar dois jogadores estrangeiros e três portugueses, Aleksa Strikovic, Luís Galego, Diogo Fernando, Mauricio Vassallo e Jorge Guimarães. De salientar que Maurício Vassallo fez uma ótima performance tendo sido o
melhor tabuleiro do Campeonato, com 93,8% de vitórias – 7 vitórias e um empate, apenas ultrapassado por Ivan Salgado que teve 100% de vitórias mas que apenas jogou um jogo contra a ACR. O jogador da ACR, Diogo Fernando foi o primeiro dos jogadores portugueses com melhor performance.
Eis a lista dos 11 jogadores com melhores performances no Campeonato.

Nº.

 

 

Nome

Elo

EloI

EloN

Equipa

%

Jogos

Tab.

Pts.

Rp

1

 

GM

Salgado Lopez Ivan

2635

2635

2635

Academia Xadrez Gaia

100.0

1

1

1.0

0

2

 

IM

Vassallo Barroche Maurício

2433

2433

2433

ACR Vale Cambra/Oscacer

93.8

8

3

7.5

2667

3

 

GM

Swinkels Robin

2485

2485

2485

CPND Albufeira

90.0

5

4

4.5

2488

4

 

IM

Butkiewicz Łukasz

2402

2402

2402

AA de Coimbra

85.7

7

3

6.0

2598

5

 

GM

Ftáčnik Ľubomír

2516

2516

2516

Academia Xadrez Gaia

83.3

9

2

7.5

2635

6

 

FM

Taboas Rodriguez D.

2401

2401

2401

AA de Coimbra

80.0

5

4

4.0

2379

7

 

IM

Kolosowski Mateusz

2413

2413

2413

AA de Coimbra

78.6

7

2

5.5

2536

8

 

FM

Gonzalez Perez Arian

2452

2452

2452

GD Dias Ferreira

72.2

9

1

6.5

2620

9

 

GM

Johannessen Leif

2507

2507

2507

ADRC Mata de Benfica

72.2

9

1

6.5

2614

10

 

GM

Korneev Oleg

2577

2577

2577

Academia Xadrez Gaia

72.2

9

1

6.5

2599

11

 

IM

Fernando Diogo

2469

2469

2469

ACR Vale Cambra/Oscacer

62.5

8

2

5.0

2403

 

A Classificação final e os resultados foram os seguintes

Tabela cruzada

Rk.

 

Equipa

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

 Des 1 

 Des 2 

 Des 3 

 Des 4 

1

 

AA de Coimbra 'A'

 * 

2

2

2

4

3

24

0

25.0

2218

2

 

Academia Xadrez Gaia 'A'

2

 * 

2

3

2

2

4

4

23

0

24.0

2186

3

 

ACR Vale Cambra/Oscacer 'A'

2

 * 

3

2

3

21

0

22.5

1986

4

 

ADRC Mata de Benfica 'A'

2

 * 

1

3

20

2

20.0

1822

Ver/Adicionar Comentários »

Xadrez